Bebida

Turismo enogastronômico cresce 100% na Itália em 2017

Estruturas receptivas registraram 110 milhões de diárias (foto: reprodução/ iStock)

por ANSA

O turismo enogastronômico, ou seja, de comidas e vinhos, dobrou na Itália em 2017, de acordo com um relatório apresentado pelo Instituto Nacional de Pesquisas Turísticas (Isnart).

Segundo o estudo, as estruturas receptivas desse segmento no país registraram 110 milhões de diárias no ano passado, o que representa um aumento de 100% em relação a 2016.

Dentre as atividades praticadas pelos visitantes, cerca de 13% estão ligadas à degustação de produtos locais, enquanto que 8,6% adquirem itens artesanais e enogastronômicos típicos italianos.

Além disso, 6,6% dos turistas gostam de participar de eventos de comidas e vinhos durante a estadia, e o que os visitantes mais procuram é qualidade na oferta de bebidas e alimentos.

O turismo enogastronômico também teve impacto na economia: estima-se que o setor tenha movimentado mais de 10 bilhões de euros em 2017.

O resultado positivo foi apresentado no “Ano da Comida Italiana”, iniciativa dos Ministérios das Políticas Agrícolas e dos Bens Culturais e Turismo. (ANSA)

Saiba mais
+ Horóscopo: confira a previsão de hoje para seu signo
+ Vídeo: Por causa de dívida, mulher joga gasolina e ateia fogo em idoso
+ Como limpar capinha de celular transparente de 5 maneiras
+ Cientistas descobrem as causas da progressão do Alzheimer no cérebro
+ Veja quais foram os carros mais roubados em SP em 2021
+ Expedição identifica lula gigante responsável por naufrágio de navio em 2011
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Passageira agride e arranca dois dentes de aeromoça
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio