Noticias

Guedes sugere dar “sobras” de restaurantes para combater a fome

Paulo Guedes
Foto: Edu Andrade/Ascom/ME

O ministro da Economia, Paulo Guedes, sugeriu nesta quinta-feira (17) que sobras de alimentos de famílias de classe média e restaurantes sejam doadas a pessoas em situação de vulnerabilidade.

+Churrasco de Bolsonaro teve picanha que custa R$ 1.799 o quilo
+Governo Bolsonaro gastou R$ 15 milhões só com leite condensado em 2020
+Burger King ironiza Paulo Guedes em propaganda; assista

O comentário foi feito durante uma live da Associação Brasileira de Supermercados (Abras), na qual o ministro anunciou um projeto para flexibilizar a regra que trata da validade de alimentos no Brasil.

No evento, Guedes afirmou que os brasileiros exageram e deixam “uma sobra enorme” de comida nos pratos. Ele ainda fez uma comparação com os hábitos alimentares na Europa – segundo o ministro, os europeus fazem “pratos relativamente pequenos”.

“Você vê um prato de um classe média europeu, que enfrentou duas guerras mundiais, e nota que são pequenos, enquanto os nossos não. Há muito desperdício”, alegou.

“Toda aquela alimentação que não for utilizada durante aquele dia no restaurante, aquilo dá para alimentar pessoas fragilizadas, mendigos, desamparados. É muito melhor do que deixar estragar essa comida toda”, acrescentou.

Ele disse ainda que Guedes afirmou que o governo deve investir em infraestrutura e apoiar a agricultura familiar para combater a fome no País.

(*) Da redação da Menu

Veja também

+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Garçonete demitida por ciúmes agora fatura com fotos sensuais
+ Chef Henrique Fogaça fecha restaurante no RJ e demite 200 funcionários
+ Torta de sorvete é sobremesa para fazer no fim de semana