Noticias

Reino Unido vai proibir propaganda de junk food antes das 21h

Foto: iStock

O governo do Reino Unido anunciou nesta quinta-feira (24) que vai proibir a exibição de propagandas de junk food na TV e na internet antes das 21h. O objetivo é combater a obesidade, que afeta mais de 25% da população britânica adulta. A medida deve entrar em vigor até o final de 2022.

+Alimentação no Brasil piorou com inflação e pandemia, diz pesquisa
+Alimentos processados podem reduzir eficácia de vacina contra covid
+Pesquisa aponta as 6 redes de fast-food menos saudáveis dos EUA

Chocolates, refrigerantes, doces, sorvetes, pizzas, cereais matinais, iogurtes e nuggets de frango são alguns dos produtos que terão a publicidade restringida. As empresas, no entanto, poderão continuar usando suas redes sociais e sites para postar anúncios.

Ao revelar a iniciativa, a ministra da Saúde britânica afirmou que a iniciativa vai “melhorar a saúde das crianças e combater a obesidade”. “Os conteúdos que os mais novos assiste têm impacto nas escolhas que fazem”, acrescentou.

Segundo reportagem da BBC, as agências de publicidade reclamaram da proibição e afirmaram que a restrição não vai impactar de forma significativa nos hábitos alimentares das crianças.

Charmaine Griffiths, diretora da Fundação do Coração Britânica, por sua vez, considerou a proposta como “um “passo positivo” para evitar que as pessoas sejam “expostas à publicidade de junk food”.

(*) Da redação da Menu

Veja também

+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Garçonete demitida por ciúmes agora fatura com fotos sensuais
+ Chef Henrique Fogaça fecha restaurante no RJ e demite 200 funcionários
+ Torta de sorvete é sobremesa para fazer no fim de semana