Bebida

É possível fazer o próprio vinho em casa? Especialista tira dúvidas

O inverno chegou e o interesse por vinho costuma ser maior entre os brasileiros. E, além de dicas de consumo e de compras, outra dúvida surge para alguns apreciadores da bebida: é possível fazer o próprio vinho em casa?

+Veja mais destaques da colunista Paty Moraes Nobre
+Churrasco de Cinema: Marmoreio faz coxão duro wagyu melhor que picanha por R$ 40 o quilo
+Churrasco de Cinema: Hambúrguer perfeito começa com o blend

“É possível, mas é trabalhoso e, em geral, um vinho caseiro será um vinho mais simples”, adianta Deco Rossi, especialista em vinhos da Winet.

Além de um mínimo conhecimento e da aparelhagem necessária (como recipiente para maceração, tanque para fermentação e garrafas para o armazenamento do líquido), é muito importante escolher uma boa uva.

Pode-se fazer um vinho simples, mais suave e docinho, com ‘uvas de mesa’, do tipo bordô ou isabel. “Mas elas não têm muito açúcar para a fermentação. Por isso, é preciso adicionar açúcar ao preparo”, diz Rossi.

Já as uvas Vitis vinifera, usadas para os vinhos mais complexos, como cabernet auvignon, malbec e sirah, têm menos água e mais açúcar na composição natural, o que ajuda a fermentar espontaneamente para dar origem ao álcool. “No entanto, às vezes, é preciso comprar levedura para fazer essa fermentação”, pontua ele.

Exemplares desse tipo são encontrados, de acordo com Rossi, em vinhedos da região paulista de Espírito Santo do Pinhal ou Sul de Minas Gerais, além da região Sul do Brasil.

Em comparação à cerveja artesanal, que se tornou uma realidade há alguns anos no país, e é possível graças à farta oferta dos ingredientes, é preciso levar em conta a sazonalidade das uvas Vitis vinifera, cuja safra acontece apenas uma vez por ano.

Além de atentar para um ambiente esterilizado e evitar contaminações, é preciso também providenciar sulfito para a conservação da bebida finalizada e as garrafas com rolha.

Em geral, destaca o especialista, sem investir em equipamentos e em cursos de aprofundamento, o que se consegue fazer, após muito trabalho e prática, é um vinho simples à disposição para as ocasiões de refeição em casa.

Veja também

+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Garçonete demitida por ciúmes agora fatura com fotos sensuais
+ Chef Henrique Fogaça fecha restaurante no RJ e demite 200 funcionários
+ Torta de sorvete é sobremesa para fazer no fim de semana