Noticias

Golpistas criam perfis falsos de restaurantes para roubar clientes no Instagram

Foto: iStock

O roteiro é sempre igual: você recebe uma mensagem no Instagram enviada, aparentemente, por um restaurante famoso, que oferece descontos em produtos, almoços e jantares.

+Golpe de “almoço grátis” por celular faz 100 mil vítimas em SP
+Ministério proíbe venda de 9 marcas de azeite por falsificação
+Família dá calote de R$ 800 em unidade do Coco Bambu

Para aproveitar o benefício, o estabelecimento pede um simples código de verificação. E é aí que você descobre que o “brinde”, na verdade, era um golpe para clonar sua conta no WhatsApp.

Ao assumir o controle do WhatsApp, os bandidos disparam mensagens para os números salvos na agenda da vítima e pedem para que os contatos transfiram dinheiro para uma conta bancária.

Cair no truque é mais fácil do que parece. Isso porque os criminosos criam perfis falsos de restaurantes conceituados – A Casa do Porco, Le Jazz e Z Deli são alguns exemplos – para dar credibilidade ao golpe.

Os perfis clonados têm nomes parecidos aos dos originais (geralmente, algumas letras são trocadas ou símbolos são acrescentados aos nomes) e até fotos copiadas das páginas verdadeiras.

“Gerenciamos mais de dez perfis de restaurantes, de marcas como Le Jazz, Z Deli Sandwiches e Manacá. Todos, sem exceção, foram clonados – em alguns casos, mais de 20 vezes”, conta Lucas Terribili, da agência Mar Aberto.

“Já descobrimos o caminho mais rápido para retirar os perfis do ar, mas o ideal seria que o Instagram concedesse o selo de verificação aos perfis originais, para facilitar a identificação por parte dos clientes e evitar que eles caiam em golpes como esse”, acrescenta Terribili.

Infelizmente, há apenas um jeito de não ser prejudicado por esses criminosos: desconfiar. Preste sempre bastante atenção nas informações dos perfis e fique alerta com ofertas muito vantajosas.

No caso de ter seus dados roubados, a orientação é registrar boletim de ocorrência em uma delegacia – alguns Estados têm divisões específicas para combater crimes praticados pela Internet.

(*) Da redação da Menu

Veja também

+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Garçonete demitida por ciúmes agora fatura com fotos sensuais
+ Chef Henrique Fogaça fecha restaurante no RJ e demite 200 funcionários
+ Torta de sorvete é sobremesa para fazer no fim de semana