Noticias

Vaquinha pede ajuda para idosa que venceu depressão com cuscuz

Foto: Reprodução/Instagram

Após perder os pais e entrar em depressão profunda, a vida de Maria Auxiliadora da Silva, hoje mais conhecida como Dona Lia, mudou completamente quando ela decidiu abrir um restaurante especializado em cuscuz no quintal de sua casa.

+Após polêmica com Juliette no BBB21, aprenda a fazer o verdadeiro cuscuz nordestino
+Unesco declara cuscuz como Patrimônio Imaterial da Humanidade
+As várias caras do cuscuz

Inaugurado há 6 anos, o Memorial do Cuscuz e da Tapioca fica na cidade de Ingá, no Estado da Paraíba, e tem no cardápio receitas que Dona Lia, hoje com 65 anos, aprendeu e aperfeiçoou ao longo da vida.

A mais famosa delas é o cuscuz, que a cozinheira, ainda adolescente, aprendeu a fazer com sua avó. Dona Lia, inclusive, chegou a vender o prato em algumas fases da vida para pagar as contas e sustentar os seis filhos

Além do cuscuz, a cozinheira prepara outras receitas nordestinas, como angu, galinha de capoeira e bolo de caco.

A pandemia de coronavírus, no entanto, derrubou o movimento e Dona Lia teve que parar com a reforma do espaço. Com doações, ela deu início a alguns ajustes, mas ainda falta muito para que ela consiga deixar seu cantinho mais aconchegante e receber os clientes, que estão voltando.

Sua história emocionou a internet a ponto dela ganhar uma vaquinha para ela finalizar a reforma do Memorial do Cuscuz e seguir com o seu sonho. Quem quiser ajudar essa mulher batalhadora pode fazer sua doação no site https://voaa.me/dona-lia-cuscuz.

(*) Da redação da Menu

Veja também

+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Garçonete demitida por ciúmes agora fatura com fotos sensuais
+ Chef Henrique Fogaça fecha restaurante no RJ e demite 200 funcionários
+ Torta de sorvete é sobremesa para fazer no fim de semana