Coluna

Coxinha crocante de cupim é invenção deliciosa que achamos na Picanharia dos Amigos

A Picanharia dos Amigos é um dos melhores lugares para saborear um bom churrasco em São Paulo. E, além da picanha, claro, outro item do menu se destaca: a coxinha de cupim.

+Veja mais destaques da colunista Paty Moraes Nobre
+Mestre do Sabor: Hambúrguer ‘pedra’ e congelado faz chefs passarem vergonha

Assista ao vídeo da experiência na Picanharia dos Amigos:

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Paty Moraes Nobre (@patymoraesnobre)

São quatro unidades da rede em diferentes regiões da capital paulista. Na unidade da Zona Norte, descobrimos um clima muito agradável, descontraído e seguro em relação às medidas impostas pela pandemia. E tudo é controlado de perto pelo maitre Antonio Ferreira.

A famosa coxinha, grande invenção da casa e que faz o maior sucesso, leva a carne de cupim (marinada por 24h e embrulhada no celofane por 6h na brasa) desfiada e muito saborosa, cream cheese, parmezão e temperos.

Uma crosta de farinha panko envolve tudo, completando a experiência do petisco, que sai por R$ 39,90 (seis unidades).

Não deixe de provar o Torresmo de Rolo, feito de pancetta crocante por fora e suculenta por dentro. A porção com dois rolos fica R$ 38,90 e o Josimar de Lima, passador de carnes, faz um show ao fatiar a porchetta na mesa do cliente. Vale aplausos.

A dica do prestativo garçom Marcio Cardoso é aproveitar, de segunda a sexta, a promoção do balde com cinco cervejas, no esquema compre quatro e leve uma. A Paulistânia, por exemplo, custa R$ 14,90 cada.

Ele também destaca os deliciosos drinques da casa, como o Criola, com limões taiti e siciliano, caju e redução de rapadura. Seja com cachaça, sakê ou vodka Smirnoff, o copo longo e bem cheio é R$ 29. Para quem prefere os clássicos, o Aperol é uma boa pedida, por R$ 26.

O grande idealizador e sócio-proprietário é o empresário Paulo Martinho. É fácil encontrá-lo nos restaurantes para um bom papo sobre gastronomia e negócios – ele ainda é sócio do Le Bife, criado pelo chef Erick Jacquin, e do Theodora.

Esta é a nossa dica de restaurante na Zona Norte de São Paulo.

(*) Da redação Menu

Veja também

+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Garçonete demitida por ciúmes agora fatura com fotos sensuais
+ Chef Henrique Fogaça fecha restaurante no RJ e demite 200 funcionários
+ Torta de sorvete é sobremesa para fazer no fim de semana