Noticias

França exige vacina para ir a bares e 1,7 milhão agendam imunização

Foto: iStock

Nesta segunda-feira (12), o presidente da França, Emmanuel Macron, anunciou que o governo vai exigir que as pessoas apresentem comprovante de vacinação contra a covid-19 para frequentar espaços de cultura e lazer, incluindo bares – e a medida levou a população do país a correr em busca pelos imunizantes.

+Paola Carosella chora de emoção ao tomar vacina contra covid
+Nova York oferece burgers e fritas grátis para quem se vacinar
+Pandemia evidencia condomínios de luxo com lazer de resort, pub e até wine bar

Segundo dados do governo francês, mais de 1,7 milhão de pessoas (o equivalente a 2,5% da população) agendaram um horário para receber a primeira dose na segunda e nesta terça-feira (13).

Além disso, 800 mil franceses receberam a primeira dose de alguma vacina contra o novo coronavírus, informou hoje Jean Castex, primeiro-ministro francês. O recorde anterior foi em 18 de junho, com 752.795 imunizantes aplicados.

A busca foi tão grande que o Doctolib, site de agendamentos francês, caiu meia hora depois do início do pronunciamento do presidente, às 20h no horário local. Às 21h, eram 20 mil agendamentos por minuto, de acordo com o serviço, segundo reportagem da Folha de S.Paulo.

(*) Da redação da Menu

Veja também

+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Garçonete demitida por ciúmes agora fatura com fotos sensuais
+ Chef Henrique Fogaça fecha restaurante no RJ e demite 200 funcionários
+ Torta de sorvete é sobremesa para fazer no fim de semana