Noticias

Religiosa russa interrompe jejum e processa McDonald’s por propaganda “sedutora”

Foto: Divulgação

A russa Ksenia Ovchinnikova está processando a rede de fast-food McDonald’s por ter veiculado uma propaganda tão “sedutora” que a “forçou” a comer um hambúrguer e a fez interromper seus votos religiosos de não ingerir carne vermelha durante a Quaresma.

+Australiano faz pedido de R$ 17 mil em McDonald’s; e não foi engano
+Americano come mais de 32 mil Big Macs e bate recorde mundial
+Parceria com BTS faz vendas mundiais do McDonald’s subirem 41%

Segundo a agência russa Tass, Ksenia afirma que estava sem comer carne havia um mês quando acabou sucumbindo a uma promoção de cheeseburger e nuggets durante a Quaresma.

“Depois que vi a propaganda, não pude evitar, fui ao McDonald’s e comprei um cheeseburger. Vejo uma violação da lei de defesa do consumidor”, escreveu a russa no processo.

No processo, ela alega ter se sentido envergonhada por não resistir à tentação, o que ela vinha conseguindo nos últimos 16 anos, de acordo com informação da agência local RIA.

Durante o jejum na Quaresma, o consumo de carne vermelha, de aves, ovos e leite deve ser interrompido. Segundo a agência russa Tass, o processo ainda está nos ritos iniciais e ainda não foi estabelecida uma data para audiência.

De acordo com reportagem do site Extra, a cristã ortodoxa está pedindo na Justiça de Moscou uma indenização simbólica no valor equivalente a R$ 72. Ksenia quer apenas o gostinho da vitória judicial e a retirada do peso na sua consciência.

(*) Da redação da Menu

Veja também

+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Garçonete demitida por ciúmes agora fatura com fotos sensuais
+ Chef Henrique Fogaça fecha restaurante no RJ e demite 200 funcionários
+ Torta de sorvete é sobremesa para fazer no fim de semana