Coluna

Ambev explica Monja Coen como ’embaixadora da moderação’ do consumo de álcool

Ambev explica Monja Coen como 'embaixadora da moderação' do consumo de álcool
Ambev explica Monja Coen como 'embaixadora da moderação' do consumo de álcool

A escolha da Monja Coen como “embaixadora da moderação” do consumo de bebidas alcoolicas é uma ação da Ambev para chamar a atenção para o conteúdo da Plataforma de Moderação.

+Veja mais destaques da colunista Paty Moraes Nobre
+Marcas usam Monja Coen e Sabrina Sato para ‘vender’ cerveja e a carne do churrasco

Trata-se de um espaço com ferramentas de ensino para que as pessoas compreendam suas relações com o álcool a partir de cinco comportamentos, sendo eles: autoconhecimento, contar doses, planejar o consumo, hidratar-se e diversificar o consumo.

Segundo a empresa, a proposta é “estimular o consumo responsável por meio do autoconhecimento, a chave da moderação”. A gigante de bebidas garante que tem a meta de ajudar 2,5 milhões de brasileiros a reduzirem o consumo excessivo de álcool até 2022.

Segundo a Ambev, a empesa tem um objetivo em comum com a Monja, que é o de promover o equilíbrio e a moderação, tão necessários no momento atual. Por meio de mensagens de promoção da saúde, “não abordam produtos ou marcas”.

“O tema da moderação é muito importante e deve ser falado por todos na sociedade, inclusive pela monja. É um convite para o autoconhecimento e o equilíbrio”, resume Carla Crippa, vice-presidente de relações com a sociedade da Ambev no Brasil.

(*) Da redação Menu

.

Veja também

+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Garçonete demitida por ciúmes agora fatura com fotos sensuais
+ Chef Henrique Fogaça fecha restaurante no RJ e demite 200 funcionários
+ Torta de sorvete é sobremesa para fazer no fim de semana