Noticias

Cristina deixa MasterChef Brasil sob aplausos e elogios dos jurados

Foto: Carlos Reinis/Band

Debochada e animada, a coordenadora pedagógica baiana Cristina conquistou a simpatia dos fãs do MasterChef Brasil ao soltar a frase “Brasil, esquece esse episódio!”, após preparar uma carne abaixo da média no segundo episódio deste ano do reality show. A pérola fez tanto sucesso que virou até estampa de uma camiseta usada por Erick Jacquin, chef francês e jurado do programa.

+MasterChef: camiseta de Jacquin e treta por pimenta dão o que falar
+MasterChef: participante amassa goiabada com moedor de carne
+Masterchef: Jacquin confunde com explicação de Porterhouse e T-bone; entenda diferença

Na noite desta terça-feira, porém, a divertida competidora foi eliminada por não conseguir criar uma boa receita. Tendo participado de várias provas de eliminação em capítulos anteriores, a baiana se mostrou exausta. O cansaço da cozinheira foi notado até pela apresentadora Ana Paula Padrão.

Cristina, porém, deixou o programa aplaudida pelos colegas e ainda ganhou um carinho de Jacquin. “Vou sentir saudade”, disse o francês. A despedida emocionou a coordenadora pedagógica. “Não esperava que os jurados tivessem tanto carinho por mim”, afirmou Cristina ao portal Band.com. “Olhando para a minha trajetória, fico muito feliz por ter passado por aqui. Aprendi muita coisa, mas sei que ainda há muito por vir”, acrescentou.

Ela também revelou que sua passagem no reality show não foi só “amor”. “Estou saindo com a inimizade de duas pessoas. Uma porque sou muito alegre, estou sempre cantando. A Amanda se chateou com isso. Outra, com quem eu sinceramente fiquei muito magoada, foi com a Ana Paula”, contou, sem esconder nomes.

Cristina explicou que, no 6º episódio, quando precisou dividir os cozinheiros entre fracos, médios e fortes, Ana Paula não hesitou ao lhe entregar a primeira placa de fraca. A forma como tudo aconteceu a deixou magoada. “Não foi pelo julgamento dela, porque ela tem esse direito, mas, sim, por ter frisado várias vezes que eu era a pior cozinheira. Achei prepotente e presunçoso.”

Ciente de suas falhas e do que precisa melhorar, Cristina diz ter ouvido com atenção os conselhos dos chefs. E embora ainda não saiba o que o futuro reserva, aguarda confiante pelos próximos capítulos de sua jornada.

“Em período de pandemia eu não posso largar a educação, não tenho oportunidade e ainda não estou pronta para assumir uma cozinha. Mas, quero fazer um curso de gastronomia, porque essa é a minha paixão e não vou desistir por não ter tido sucesso no programa. Não acho que fui desastrosa, só não consegui desenvolver o meu trabalho”, avaliou.

(*) Da redação da Menu

Veja também

+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Garçonete demitida por ciúmes agora fatura com fotos sensuais
+ Chef Henrique Fogaça fecha restaurante no RJ e demite 200 funcionários
+ Torta de sorvete é sobremesa para fazer no fim de semana