Noticias

Restaurante dos EUA recebe apenas clientes que não tenham tomado vacina contra covid-19

Foto: Reprodução/YouTube

Enquanto bares e restaurantes em todo o mundo vem reforçando as medidas de segurança contra a covid-19 e exigem passaporte de vacinação, alguns estabelecimentos estão indo na direção contrária.

+Prefeitura de SP vai exigir passaporte de vacinação para entrada e bares e restaurantes
+Saiba o que muda com fim das restrições de horário e público nos restaurantes de SP
+Donos de restaurantes de SP defendem exigência de comprovante de vacinação

É o que acontece no Basilico’s Pasta e Vino, localizado em Huntington Beach, em Orange County, no Estado da Califórnia (EUA). O restaurante impede que as pessoas usem máscara no interior do estabelecimento e – mais impressionante – exige que seus clientes não tenham sido vacinados contra a covid-19.

De acordo com o site norte-americano de fofocas Toofab, o comediante Ben Gleib foi ao Basilico’s conferir a veracidade da notícia e acabou sendo expulso do restaurante pelos garçons.

Em um vídeo divulgado na sexta-feira passada (20) pelo canal The Young Turks, no YouTube, Gleib faz um vídeo escondido e se mistura aos demais clientes, que dizem valorizar a “luta pela liberdade” do estabelecimento.

“É bom ter um lugar que ‘bate o pé’ pela liberdade e diz ‘não nos importamos com esse vírus mortal, vamos fazer do nosso jeito’. Eu adoro isso”, diz o comediante. “É tudo uma questão de liberdade, certo?”, responde o, até então, amigável garçom.

A postura do garçom, no entanto, muda rapidamente quando Ben leib coloca uma máscara – o item de proteção é imediatamente arrancado pelo garçom, que, na sequência, expulsa o comediante.

“Saia daqui! Cai fora! Saiam daqui. Você nem precisa pagar”, diz o visivelmente alterado funcionário do Basilico’s Pasta e Vino no vídeo compartilhado no YouTube.

“Fui vacinado! Lamento não ter colocado ninguém em risco! Da próxima vez, vou pegar covid-19 e tossir nas pessoas. Ficarei feliz em fazer isso!”, ironiza o comediante enquanto é carregado para fora.

Gleib (que tem origem judaica) ainda é chamado de “camisa marrom nazista” (em referência ao uniforme padrão do partido nazista alemão). “Porque não quero infectar as pessoas?”, diz o comediante. “Não, porque você é um idiota”, responde um dos funcionários.

No perfil oficial do Basilico’s Pasta e Vino no Facebook, o dono do restaurante, Tony Roman, compara o tratamento dado à covid-19 nos EUA com a Alemanha nazista.

“Vocês são todos americanos traidores. Vocês são cúmplices da destruição de nossa nação nos últimos 18 meses […] Inimigos da liberdade americana e do direito de ser livre. Por isso, pedimos a todos que se retirem ou fiquem conosco, do contrário, estarão do lado errado da história, assim como aqueles que estavam do lado errado do muro de Berlim”, escreveu o empresário.

(*) Da redação da Menu

Veja também

+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Garçonete demitida por ciúmes agora fatura com fotos sensuais
+ Chef Henrique Fogaça fecha restaurante no RJ e demite 200 funcionários
+ Torta de sorvete é sobremesa para fazer no fim de semana