Noticias

McDonald’s pode voltar a fechar nos EUA por causa da variante Delta

Foto: iStock

O McDonald’s está orientando algumas de suas lojas nos EUA a fechar suas áreas internas ou limitar os horários de operação presencial por causa da nova variante Delta do coronavírus, mais transmissível que as outras.

+McDonald’s é forçado a suspender vendas de milkshakes na Inglaterra
+Mesmo após reabertura, 40% dos restaurantes ainda estão no vermelho
+Variante Delta da covid faz restaurantes dos EUA barrarem clientes não vacinados

No ano passado, a rede de fast-food determinou o fechamento de seus salões nos EUA logo após a Organização Mundial da Saúde decretar oficialmente a pandemia de covid.

Com o avanço da vacinação contra a doença no país, a empresa decidiu reabrir 70% de suas unidades no mês passado. A ideia era ter 100% das lojas reabertas até o feriado do Dia do Trabalho, celebrado nos EUA na primeira segunda-feira de setembro.

Na semana passada, no entanto, a empresa orientou suas franquias a fechar os salões das unidades localizadas em áreas com crescimento no número de casos de infecção pela variante Delta, informou reportagem da Reuters.

“Sabemos quais ações fazem a diferença na segurança dos funcionários dos nossos restaurantes”, afirmou Joe Erlinger, presidente do McDonald’s nos EUA, durante reunião na quarta-feira passada (25).

A rede de fast-food, porém, espera ter que fechar menos unidades do que em 2020. “Estamos monitorando o impacto da variante Delta sobre as altas de casos no país”, disse a companhia na sexta-feira (27). As vendas por drive-thru, delivery e retirada de pedidos nas lojas continuará funcionando.

(*) Da redação da Menu

Veja também

+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Garçonete demitida por ciúmes agora fatura com fotos sensuais
+ Chef Henrique Fogaça fecha restaurante no RJ e demite 200 funcionários
+ Torta de sorvete é sobremesa para fazer no fim de semana