Noticias

Vendedor de comida de rua é preso por adicionar ópio em suas receitas para viciar clientes

Vendedor de comida de rua vicia clientes com ajuda de ópio (Foto: Divulgação)
Vendedor de comida de rua vicia clientes com ajuda de ópio (Foto: Divulgação)

Um homem foi preso, no distrito de Haizhou, na China, após ser denunciado por adulterar a comida servida em seu restaurante. O intuito era viciar os clientes.

+China vai proibir venda e consumo de carne de cachorro
+Arqueólogos encontram jarras de cerveja de 9000 anos na China
+McDonald’s lança hambúrguer de Spam com Oreo na China

Um informante anônimo acusou o comerciante, conhecido apenas como Li, de usar compostos viciantes em suas receitas. O homem levou para as autoridades uma amostra de comida e depois de testes, os resultados mostraram que a refeição contava com altos níveis de papaverina, narcotina e outros compostos incomuns.

Isso possibilitou que uma busca completa fosse realizada no estabelecimento. A polícia encontrou uma panela de óleo de pimenta misturada com substâncias derivadas da papoula, a planta que dá origem ao ópio.

O proprietário do restaurante explicou que perdeu muitos clientes por conta da pandemia e, por isso, pensou que tornar sua comida viciante seria uma boa estratégia para ajudar o negócio se recuperar.

De acordo com a mídia chinesa, muitos vendedores usaram drogas nas receitas para tentar se recuperar dos impactos econômicos da pandemia. Foram 155 processos criminais envolvendo a adição ilegal de papoula à comida.

Veja também

+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Garçonete demitida por ciúmes agora fatura com fotos sensuais
+ Chef Henrique Fogaça fecha restaurante no RJ e demite 200 funcionários
+ Torta de sorvete é sobremesa para fazer no fim de semana