Noticias

Presidente da Coreia do Sul quer proibir consumo da carne de 1 milhão de cães por ano no país

Presidente da Coreia do Sul quer proibir consumo da carne de 1 milhão de cães por ano no país (Foto: Divulgação)
Presidente da Coreia do Sul quer proibir consumo da carne de 1 milhão de cães por ano no país (Foto: Divulgação)

O presidente sul-coreano, Moon Jae-in, sugeriu proibir a ingestão de carne de cachorro em seu país. A informação foi divulgada por seu porta-voz presidencial.

+ Confundido com mendigo, ator Nicolas Cage é expulso de restaurante
+ Garota que toma 12 latas de Red Bull por dia para no hospital com problemas cardíacos
+ Príncipes William e Harry adoravam ir ao McDonald’s, mas não pela comida

De acordo com CBS News, cerca de 1 milhão de cães são consumidos anualmente como parte da culinária sul-coreana. Porém, esta prática está sendo condenada pela geração mais jovem.

Uma pesquisa de 2020 encomendada pela Human Society observou que 84% dos sul-coreanos não comem carne de cachorro e 60% apoiam a proibição legislativa.

Os mais tradicionais, no entanto, acreditam que a carne de cachorro tem propriedades místicas e poderes restauradores. Podendo, ainda, aumentar a virilidade.

Em uma reunião que acontece toda segunda-feira, o presidente perguntou ao seu primeiro ministro, Kim Boo-kyum: “Não chegou a hora de considerar prudentemente proibir o consumo de carne de cachorro?”.

Vale contar que o presidente Moon é apaixonado por cachorros como animais domésticos e, inclusive, tem vários caninos em seu complexo presidencial, incluindo um que ele resgatou chamado Tory.

 

Veja também

+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Garçonete demitida por ciúmes agora fatura com fotos sensuais
+ Chef Henrique Fogaça fecha restaurante no RJ e demite 200 funcionários
+ Torta de sorvete é sobremesa para fazer no fim de semana