Noticias

Alimentos processados podem reduzir eficácia de vacina contra covid

Foto: iStock
Foto: iStock

Alimentos ultraprocessados e comidas gordurosas devem ser evitados ao máximo para aumentar a eficácia das vacinas contra o novo coronavírus, afirmou a Labmate, empresa norte-americana especializada em analisar os componentes de alimentos e bebidas.

+Garçonete é demitida por se recusar a tomar vacina contra covid
+Russos terão que ficar 2 meses sem beber para tomar vacina contra covid
+Gim e uvas passas salvaram avó de 105 anos da covid, diz neta

De acordo com a companhia, essas comidas contêm ingredientes pouco saudáveis e que sobrecarregam o metabolismo do corpo. Os piores itens, na avaliação da Labmate, são produtos à base de farinha de trigo branca, salgadinhos e cereais açucarados.

No caso das redes de fast-food, as altas quantidade de sal e gordura encontradas em burgers, pizzas, entre outros, são os responsáveis por prejudicar a saúde, explica a companhia. Refrigerantes, bebidas adoçadas e álcool também são apontados como potenciais redutores da eficácia da vacina contra a covid.

A Labmate ainda recomenda que as pessoas com excesso de peso procurem emagrecer, pois os quilos extras dificultam a metabolização das vacinas e sua capacidade imunizante.

(*) Da redação da Menu

Saiba mais
+ Horóscopo: confira a previsão de hoje para seu signo
+ Vídeo: Por causa de dívida, mulher joga gasolina e ateia fogo em idoso
+ Como limpar capinha de celular transparente de 5 maneiras
+ Cientistas descobrem as causas da progressão do Alzheimer no cérebro
+ Veja quais foram os carros mais roubados em SP em 2021
+ Expedição identifica lula gigante responsável por naufrágio de navio em 2011
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Passageira agride e arranca dois dentes de aeromoça
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio