• IstoÉ
  • IstoÉ Dinheiro
  • Dinheiro Rural
  • Menu
  • Motorshow
  • Planeta
  • Select
  • Gente
  • GoOutside
  • Hardcore
Anuncie
Revista Menu
MenuMenu
FECHAR
  • Home
  • Receitas
  • Últimas
  • Comidas
  • Bebidas e Drinks
  • Menu Testa
  • Siga-nos:Facebook
Notícias09/03/2022

Anvisa alerta público sobre filé-mignon contaminado com salmonela

Anvisa alerta público sobre filé-mignon contaminado com salmonela (Foto: iStock)

Anvisa alerta público sobre filé-mignon contaminado com salmonela (Foto: iStock)

Pedro Marques
Texto por:Pedro Marques09/03/22 - 11h43min - Atualizado em 09/03/22 - 13h24min

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) proibiu nesta terça-feira (8) a comercialização, a distribuição e o uso de um lote de filé-mignon da marca BF Meats contaminado com salmonela.

+Restaurante é condenado a indenizar cliente em R$ 10 mil por sushi contaminado
+Saiba quais são os alimentos que mais causam intoxicação alimentar
+Sete pessoas morrem após comer carne de tartaruga intoxicada na Tanzânia

A contaminação foi detectada em análise laboratorial realizada pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) e o lote está sendo recolhido de forma voluntária pela própria empresa.

Apesar de a BF Meats já estar recolhendo o produto dos pontos de venda, o processo não é instantâneo e é possível que os consumidores ainda encontrem o filé contaminado em lojas e mercados. Caso isso aconteça, a agência pede para que o público entre em contato com a empresa por meio do Serviço de Atendimento ao Consumidor (SAC) disponível no rótulo.

O gênero Salmonella spp. abrange alguns tipos de microrganismos patogênicos que causam infecção com sintomas como vômito, dores abdominais, febre e diarreia e, em casos raros, pode levar à morte. Dessa forma, esse lote do produto não deve ser consumido.

Recolhimento voluntário

O recolhimento voluntário é uma medida preventiva, adotada pela empresa interessada e demais empresas da cadeia produtiva de alimentos, que visa a imediata e eficiente retirada de lotes de produtos do mercado de consumo.

Quando o alimento representa risco ou agravo à saúde do consumidor, o recolhimento é obrigatório. Nesse caso, a empresa tem obrigação de comunicar o fato à Anvisa em 48 horas, a partir da ciência da necessidade de recolhimento, para que sejam adotadas as medidas sanitárias necessárias e o recolhimento seja acompanhado pela Agência.

(*) Da redação da Menu, com informações da Anvisa

Saiba mais
+ Horóscopo: confira a previsão de hoje para seu signo
+ Vídeo: Por causa de dívida, mulher joga gasolina e ateia fogo em idoso
+ Como limpar capinha de celular transparente de 5 maneiras
+ Cientistas descobrem as causas da progressão do Alzheimer no cérebro
+ Veja quais foram os carros mais roubados em SP em 2021
+ Expedição identifica lula gigante responsável por naufrágio de navio em 2011
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Passageira agride e arranca dois dentes de aeromoça
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
anvisa consulta