• IstoÉ
  • IstoÉ Dinheiro
  • Dinheiro Rural
  • Menu
  • Motorshow
  • Planeta
  • Select
  • Gente
  • GoOutside
  • Hardcore
Anuncie
Revista Menu
MenuMenu
FECHAR
  • Home
  • Receitas
  • Últimas
  • Comidas
  • Bebidas e Drinks
  • Menu Testa
  • Siga-nos:Facebook
Bebida23/03/2022

Espumante ou cerveja selvagem? A aposta nas novas bebidas com uvas fermentadas

Espumante ou cerveja selvagem? A aposta nas novas bebidas com uvas fermentadas

Espumante ou cerveja selvagem? A aposta nas novas bebidas Cosabella com uvas fermentadas

Paty Moraes Nobre
Texto por:Paty Moraes Nobre23/03/22 - 17h58min

É um conceito novo pra gente, aqui, no Brasil. Pode parecer complexo, mas, também, é coisa fina e, ao mesmo tempo, simples. "Fermentamos uvas, transformando-as em Cervejas Selvagens, Pét-Nat, Sur-lie, Espumantes e o que der na telha. Tudo com um toque ítalo-brasileiro", arrisca-se a resumir o perfil da Cosabella Fermentações no Instagram. Ainda em dúvida? A ideia, então, é justamente explicar, ir além do convencional e surpreender. Mesmo!

Cosabella nasceu da vontade de empreendedores de trabalhar com uvas, valorizar cepas, terroir e receitas ancestrais, além de resgatar as histórias por trás de cada ingrediente. No portfólio, por enquanto, são dois Pét-nat (vinho com fermentação ancestral) e duas cervejas (Wild e Brett Ale) fermentadas com mosto de uva.

Os resposnáveis pelo empreendimento são Carlos Pavanelli (sócio da Cervejaria Cozalinda e fundador da Datalogística), o cervejeiro Diego Simão Rzatki (co-fundador e blender da Cozalinda), o enólogo Ivan Tisatto (fundador da Vinícola Dom Dionysios e da Cervejaria Donner) e o cervejeiro Lázaro Araújo (sócio da Cervejaria Donner).

“Desde 2017, a Cozalinda ensaiava a produção de uma linha de bebidas com uvas. Em 2019, lançamos, com a Doner, a Sympotein Merlot, uma Wild Italian Grape Ale com uva Merlot. No ano seguinte, fizemos uma segunda safra e, então, decidimos unir forças e lançar uma marca focada em produções com uva”, contou Rzatki.

O principal objetivo é valorizar uvas que foram importantes para a colonização italiana e também provar que é possível fazer excelentes produtos com uvas ”simples” e com microorganismos e ingredientes locais. Um dos lançamentos da nova marca é um Pét-nat feito com uva cepa de uva americana Isabel.

As produções, realizadas entre Caxias do Sul e Florianópolis, são safradas e sempre com limitadas. “Assim como as cervejas receberão mosto de uva para sua fermentação, também faremos vinhos que com lúpulos brasileiros, por exemplo. A ideia é trabalhar ao máximo com ingredientes próximos e aproveitar do terroir que está ao nosso redor. É o que estamos chamando de Terroir Brasiliano”, explicou Diego.

Garrafas de Cervejas (375ml, 750ml e 1500ml) saem a partir de R$80. O Pét-nat (750ml) para o cliente final custa a partir de R$159,90.

Vale ressaltar que, pelo método rústico de fabricação, é provável que haja resíduos sólidos no fundo das garrafas, não estranhe. A dica é fazer o serviço lentamente nas taças para garantir e não se incomodar com o líquido mais turvo, próprio desse processo. Principalmente, para quem já se arrisca nos diversos estilos cervejeiros e vinhos naturais, a  experiência vale cada gota.

(*) Da redação Menu

Saiba mais
+ Horóscopo: confira a previsão de hoje para seu signo
+ Vídeo: Por causa de dívida, mulher joga gasolina e ateia fogo em idoso
+ Como limpar capinha de celular transparente de 5 maneiras
+ Cientistas descobrem as causas da progressão do Alzheimer no cérebro
+ Veja quais foram os carros mais roubados em SP em 2021
+ Expedição identifica lula gigante responsável por naufrágio de navio em 2011
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Passageira agride e arranca dois dentes de aeromoça
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
cerveja