Noticias

Grandes redes de restaurantes demitiram 30% dos funcionários

Foto: iStock

da redação da Menu

Sem poder abrir desde que os Estados adotaram a quarentena como medida para conter a pandemia de coronavírus, grandes redes de restaurantes já demitiram cerca de 30% dos funcionários, segundo reportagem publicada nesta segunda-feira pelo jornal Valor Econômico.

Só na semana passada, nomes como Coco Bambu, Fogo de Chão, Madero, KFC, Pizza Hut e Frango Assado dispensaram 5,4 mil trabalhadores. Já as redes de fast-food Burger King e McDonald’s reduziram as jornadas e os salários em pelo menos 25%.

+Coco Bambu demite 20% por causa de pandemia de coronavírus
+40% dos restaurantes de São Paulo podem fechar em definitivo
+Restaurantes dos EUA já demitiram 8 milhões de trabalhadores

A Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel) estima que o faturamento do setor entre os meses de maio e junho não chegou a 50% do valor registrado em tempos normais, motivando demissões e outros cortes de despesas.

De acordo com a Abrasel, apenas o delivery não é suficiente para manter os restaurantes: o faturamento com a modalidade equivale a, no máximo, 20% das vendas feitas antes de a quarentena ser adotada no Brasil.

Saiba mais
+ Horóscopo: confira a previsão de hoje para seu signo
+ Vídeo: Por causa de dívida, mulher joga gasolina e ateia fogo em idoso
+ Como limpar capinha de celular transparente de 5 maneiras
+ Cientistas descobrem as causas da progressão do Alzheimer no cérebro
+ Veja quais foram os carros mais roubados em SP em 2021
+ Expedição identifica lula gigante responsável por naufrágio de navio em 2011
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Passageira agride e arranca dois dentes de aeromoça
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio