Noticias

Homem se recusa a usar máscara e quebra sorveteria em Campinas

Foto: iStock

da redação da Menu

O empresário Rodrigo Ferronato, de Campinas, foi flagrado em um vídeo ameaçando a proprietária de uma sorveteria da cidade, que pediu apenas para que ele colocasse a máscara de segurança de forma correta, cobrindo a boca e o nariz, enquanto estivesse dentro do estabelecimento. O caso aconteceu no sábado passado (12).

+Cliente se recusa a usar máscara e vandaliza café nos EUA
+Clientes brigam por causa de máscaras em restaurante nos EUA
+Barista se recusa a atender cliente sem máscara e ganha US$ 17 mil

Ao site de notícias “A CidadeOn Campinas”, a dona da sorveteria, Polyanna Reis, afirmou que pediu educadamente para que Ferronato usasse a máscara. Como ele se recusou, Polyanna disse que não iria atendê-lo. O empresário se sentiu ofendido e passou a xingá-la. Em seguida, chutou e quebrou objetos da loja.

Polyanna reuniu vários vídeos gravados por clientes que estavam na sorveteria na hora do incidente e registrou um boletim de ocorrência contra o empresário. Já Ferronato disse ter sido agredido primeiro com um soco e um empurrão e afirmou que também abriu um boletim de ocorrência contra a loja, além de denunciar o estabelecimento no Procon.

Saiba mais
+ Horóscopo: confira a previsão de hoje para seu signo
+ Vídeo: Por causa de dívida, mulher joga gasolina e ateia fogo em idoso
+ Como limpar capinha de celular transparente de 5 maneiras
+ Cientistas descobrem as causas da progressão do Alzheimer no cérebro
+ Veja quais foram os carros mais roubados em SP em 2021
+ Expedição identifica lula gigante responsável por naufrágio de navio em 2011
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Passageira agride e arranca dois dentes de aeromoça
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio