Noticias

Jantar em 1ª classe de avião parado custa até R$ 3.000 no Japão

Foto: iStock

Aparentemente, uma das coisas que mais deixam as pessoas saudosas em tempos de covid é viajar. E, para matar essa vontade, tem gente até topando – e disputando – pagar caro para jantar em um avião parado.

+Reservas para jantar dentro de avião se esgotam em 30 minutos
+Instagramer posta foto de cardápio “feio” durante voo e causa confusão
+Confira 8 aviões transformados em restaurantes

Prova disso é que a companhia aérea japonesa All Nippon Airways anunciou nesta semana que vai transformar, no próximo dia 11, um de seus aviões estacionados no aeroporto de Haneda, em Tóquio, em um “restaurante com asas”.

As reservas para o evento esgotaram em minutos, apesar de a empresa cobrar US$ 270 (pouco mais de R$ 1.500) por refeição na classe executiva e US$ 540 (cerca de R$ 3.000) na primeira classe.

Quem conseguiu garantir seu lugar no almoço ou no jantar, porém, será bem tratado. Há opções de menus-degustação com pratos japoneses e ocidentais e poderá beber quantas taças quiser de champanhe e outras bebidas.

Em comparação com o preço de uma passagem na primeira classe na All Nippon Airways, que pode chegar a US$ 4.500 (cerca de R$ 25 mil), o jantar até que custa barato.

(*) Da redação da Menu

Saiba mais
+ Horóscopo: confira a previsão de hoje para seu signo
+ Vídeo: Por causa de dívida, mulher joga gasolina e ateia fogo em idoso
+ Como limpar capinha de celular transparente de 5 maneiras
+ Cientistas descobrem as causas da progressão do Alzheimer no cérebro
+ Veja quais foram os carros mais roubados em SP em 2021
+ Expedição identifica lula gigante responsável por naufrágio de navio em 2011
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Passageira agride e arranca dois dentes de aeromoça
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio