Noticias

Jovem é presa por desovar corpo em loja do McDonald’s

Foto: Divulgação

da redação da Menu

Ayame Stamoulis, jovem norte-americana de 18 anos, foi presa em Nova York no fim de semana pelo assassinato de Richard Hamlet. Ela e outros dois envolvidos no crime foram descobertos após desovarem o corpo de Hamlet no telhado de uma loja do McDonald’s no Bronx.

De acordo com a polícia, Ayame e mais dois homens invadiram o apartamento de Hamlet para roubá-lo. Como a vítima estava no local no momento do crime, o trio agrediu e sufocou o homem até que ele morresse.

+Polícia italiana apreende grãos de café recheados de cocaína
+Presídio britânico começa a oferecer comida por delivery
+iFood é condenado a indenizar cliente que recebeu pedido com barata

Para se livrar do corpo da vítima, os três envolveram o corpo em plástico e deixaram o cadáver no telhado da loja da rede de fast-food. O crime foi descoberto na quarta-feira passada, quando um funcionário da manutenção subiu ao telhado para fazer uma limpeza.

Assim que o caso foi comunicado à polícia, o trio foi localizado e confessou o assassinato. Ayame foi acusada de homicídio culposo, invasão de domicílio, latrocínio, entre outros crimes. A identidade dos outros homens e suas idades não foi revelada.

Saiba mais
+ Horóscopo: confira a previsão de hoje para seu signo
+ Vídeo: Por causa de dívida, mulher joga gasolina e ateia fogo em idoso
+ Como limpar capinha de celular transparente de 5 maneiras
+ Cientistas descobrem as causas da progressão do Alzheimer no cérebro
+ Veja quais foram os carros mais roubados em SP em 2021
+ Expedição identifica lula gigante responsável por naufrágio de navio em 2011
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Passageira agride e arranca dois dentes de aeromoça
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio