• IstoÉ
  • IstoÉ Dinheiro
  • Dinheiro Rural
  • Menu
  • Motorshow
  • Planeta
  • Select
  • Gente
  • GoOutside
  • Hardcore
Anuncie
Revista Menu
MenuMenu
FECHAR
  • Home
  • Receitas
  • Últimas
  • Comidas
  • Bebidas e Drinks
  • Menu Testa
  • Siga-nos:Facebook
Notícias21/07/2022

Mulheres comandam apenas 6% dos melhores restaurantes do mundo, afirma análise

Colombiana Leonor Espinosa é eleita a melhor chef do mundo de 2022 (Foto: Divulgação)

Colombiana Leonor Espinosa é eleita a melhor chef do mundo de 2022 (Foto: Divulgação)

Pedro Marques
Texto por:Pedro Marques21/07/22 - 10h15min

Uma análise feita com os dados dos 2.286 restaurantes com estrelas Michelin de 16 países e com os dados dos 100 melhores restaurantes do mundo da lista "The World's 50 Best" revelou que apenas 6% de todos os estabelecimentos são comandados por mulheres.

+Colombiana Leonor Espinosa é eleita a melhor chef do mundo de 2022
+A Casa do Porco é um dos 10 melhores restaurantes do mundo, segundo ‘Oscar da gastronomia’
+Veja quanto custa comer nos restaurantes mais caros do mundo

O resultado, de acordo com os autores do levantamento realizado pelo site Chef's Pencil, é um sinal da sub-representação das mulheres em posições de destaque nos ambientes de alta gastronomia.

O cenário é ainda mais preocupante, dizem os pesquisadores, quando se leva em consideração que a presença de mulheres no comando de restaurantes vem crescendo expressivamente na Europa e nos Estados Unidos nos últimos.

Embora a média mundial seja de 6% de mulheres no comando de restaurantes premiados, a situação é melhor ou pior em alguns países. Por exemplo, na Espanha e na Itália, as comedorias mais prestigiadas têm, respectivamente, 11% e 10% de chefs mulheres no comando.

Já em Singapura, Irlanda, Suécia e Dinamarca, não há restaurantes com estrelas Michelin liderados por mulheres. EUA e Reino Unido estão mais próximos da média mundial, com 7% e 8% de mulheres à frente dos melhores estabelecimentos de gastronomia.

Realizado há 20 anos, o The World's 50 Best Restaurantes criou há 10 anos um prêmio especial para a melhor mulher chef do mundo (que inclusive já foi agraciado à brasileira Helena Rizzo, do Maní, e que, desde 2021, é jurada do reality show MasterChef Brasil).

"Até que as mulheres sejam igualmente representadas no setor de hospitalidade e ocupem posições elevadas nessa indústria, vamos continuar a fazer esse recorte para elevar as conquistas femininas nesses espaços", afirmou William Drew, diretor de conteúdo do The World's 50 Best Restaurants.

Se o estudo realizado pelo site Chef's Pencil servir como indicador, o mais provável é que o prêmio de "melhor chef mulher do mundo" deverá ser realizado por mais algumas décadas.

(*) Da redação da Menu

Saiba mais
+ Horóscopo: confira a previsão de hoje para seu signo
+ Vídeo: Por causa de dívida, mulher joga gasolina e ateia fogo em idoso
+ Como limpar capinha de celular transparente de 5 maneiras
+ Cientistas descobrem as causas da progressão do Alzheimer no cérebro
+ Veja quais foram os carros mais roubados em SP em 2021
+ Expedição identifica lula gigante responsável por naufrágio de navio em 2011
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Passageira agride e arranca dois dentes de aeromoça
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
100 melhores restaurantes do mundo 2021