• IstoÉ
  • IstoÉ Dinheiro
  • Dinheiro Rural
  • Menu
  • Motorshow
  • Planeta
  • Select
  • Gente
  • GoOutside
  • Hardcore
Anuncie
Revista Menu
MenuMenu
FECHAR
  • Home
  • Receitas
  • Últimas
  • Comidas
  • Bebidas e Drinks
  • Menu Testa
  • Siga-nos:Facebook
Bebida04/05/2022

Pequisadores ensinam robô a escrever críticas de vinho e cerveja convincentes

Pequisadores ensinam robô a escrever críticas de vinho e cerveja "convincentes" (Foto: iStock)

Pequisadores ensinam robô a escrever críticas de vinho e cerveja “convincentes” (Foto: iStock)

Pedro Marques
Texto por:Pedro Marques04/05/22 - 16h06min

Críticas de vinhos e cervejas costumam usar muitas palavras iguais, entre elas "frutado, ácido, carbonatado e lupulado". A razão para isso é até simples: a maioria dessas bebidas têm esses aromas e sabores.

+“Nariz eletrônico” identifica uísques falsos com mais eficiência que seres humanos
+KFC e Pizza Hut receberão pedidos 100% automatizados pelas redes sociais

Ao analisar essas resenhas, no entanto, um grupo de pesquisadores da Universidade de Dartmouth, nos EUA, percebeu a coincidência e criou um robô dotado de inteligência artificial capaz de escrever críticas sobre essas bevidas.

Apesar de o robô (ainda) não ser capaz de identificar os aromas por conta própria, os pesquisadores criaram um banco de dados com 125 mil avaliações de vinhos da revista Wine Enthusiast e 140 mil críticas de cerveja do site RateBeer.

Essas informações foram usadas para criar avaliações bem convincentes. Para comparar a semelhança das críticas escritas pelo robô com as produzidas por humanos, os pesquisadores mostraram os textos a um grupo e pediram a eles que tentassem identificar o autor de cada resenha.

Na maioria dos casos, os leitores foram incapazes de identificar corretamente se o autor das críticas era humano ou máquina. O objetivo, segundo os pesquisadores, não é acabar com o trabalho de especialistas treinados em avaliar os produtos, mas de ajudá-los a escrever grandes quantidades de texto em pouco tempo.

Já para os consumidores, os robôs funcionarão a encontrar conteúdo mais rapidamente, uma vez que toda a informação precisou ser categorizada previamente para que os textos pudessem ser produzidos.

(*) Da redação da Menu

Saiba mais
+ Horóscopo: confira a previsão de hoje para seu signo
+ Vídeo: Por causa de dívida, mulher joga gasolina e ateia fogo em idoso
+ Como limpar capinha de celular transparente de 5 maneiras
+ Cientistas descobrem as causas da progressão do Alzheimer no cérebro
+ Veja quais foram os carros mais roubados em SP em 2021
+ Expedição identifica lula gigante responsável por naufrágio de navio em 2011
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Passageira agride e arranca dois dentes de aeromoça
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
cerveja