• IstoÉ
  • IstoÉ Dinheiro
  • Dinheiro Rural
  • Menu
  • Motorshow
  • Planeta
  • Select
  • Gente
  • GoOutside
  • Hardcore
Anuncie
Revista Menu
MenuMenu
FECHAR
  • Home
  • Receitas
  • Últimas
  • Comidas
  • Bebidas e Drinks
  • Menu Testa
  • Siga-nos:Facebook
Notícias01/08/2022

Restaurante bane autora de ofensas racistas a filhos de Giovanna Ewbank e Bruno Gagliasso

Restaurante bane autora de ofensas racistas a filhos de Giovanna Ewbank e Bruno Gagliasso (Foto: Divulgação)

Restaurante bane autora de ofensas racistas a filhos de Giovanna Ewbank e Bruno Gagliasso (Foto: Divulgação)

Pedro Marques
Texto por:Pedro Marques01/08/22 - 14h24min

O restaurante português Clássico Beach Club, local no qual Títi e Bless, filhos de Giovanna Ewbank e Bruno Gagliasso, foram vítimas de ofensas raciais, publicou uma nota de repúdio em relação ao ocorrido e também proibiu que a autora dos ataques entre novamente em qualquer uma das unidades da rede.

+Cerimonialista é denunciado à Polícia Civil após chamar chef de “lixo”
+Mulher diz ter sido agredida e chamada de “macaca” em restaurante do RJ
+Bandeira ligada a racistas dos EUA é hasteada em evento cervejeiro em Petrópolis

"O Clássico Beach Club vem pela presente repudiar as condutas criminosas e racistas praticadas por uma mulher branca contra os filhos de Giovanna Ewbank e Bruno Gagliasso, além de turistas angolanos que estavam no nosso restaurante em Portugal", afirmou a rede em nota publicada em seu perfil no Instagram.

Segundo o post, a empresa "se coloca à disposição para fornecer as imagens e auxiliar na responsabilização da criminosa, que foi presa em flagrante". "Informamos ainda que esta pessoa está banida de todos os restaurantes de nossa rede", encerrou o Clássico Beach Club.

Entenda o caso

No sábado (30), a atriz Giovanna Ewbank revelou que seus filhos foram vítimas de racismo em um restaurante na Costa da Caparica, em Portugal. Segundo a celebridade brasileira, uma mulher loira xingou Bless e Titi, seus filhos com Bruno Gagliasso, e um casal de turistas angolanos que estava no lugar.

Um vídeo que circula nas redes sociais mostra o momento em que Giovanna Ewbank chama a mulher de “racista nojenta”. “Confirmamos, conforme videos que já circulam no Brasil, que Giovanna reagiu e enfrentou a mulher, enquanto Bruno Gagliasso, seu marido, chamou a polícia”, revelou a assessoria de imprensa de Ewbank, em contato com o G1.

Giovanna deu dois tapas e cuspiu no rosto da mulher. Nas imagens que circulam nas redes sociais, é possível ouvir a atriz dizendo que a agressora merece "socos e porradas".

Segundo o jornal português Público, a suspeita estava alcoolizada no momento da detenção e já foi liberada. De acordo com a publicação, a Divisão de Comunicação e Relações Públicas da GNR (Guarda Nacional Republicana) confirmou também que existem testemunhas que atestam os insultos denunciados pelos atores.
Conforme o código penal português, quem "difamar, injuriar ou ameaçar pessoa ou grupo de pessoas por causa da sua raça" pode receber pena de prisão de seis meses a cinco anos.

(*) Da redação da Menu

Saiba mais
+ Horóscopo: confira a previsão de hoje para seu signo
+ Vídeo: Por causa de dívida, mulher joga gasolina e ateia fogo em idoso
+ Como limpar capinha de celular transparente de 5 maneiras
+ Cientistas descobrem as causas da progressão do Alzheimer no cérebro
+ Veja quais foram os carros mais roubados em SP em 2021
+ Expedição identifica lula gigante responsável por naufrágio de navio em 2011
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Passageira agride e arranca dois dentes de aeromoça
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
Bruno Gagliasso