• IstoÉ
  • IstoÉ Dinheiro
  • Dinheiro Rural
  • Menu
  • Motorshow
  • Planeta
  • Select
  • Gente
  • GoOutside
  • Hardcore
Anuncie
Revista Menu
MenuMenu
FECHAR
  • Home
  • Receitas
  • Últimas
  • Comidas
  • Bebidas e Drinks
  • Menu Testa
  • Siga-nos:Facebook
Notícias12/04/2022

Tem MSG até no pozinho do miojo. Por que ele é tão polêmico?

Tem MSG até no pozinho do miojo. Por que ele é tão polêmico? (Foto: iStock)

Tem MSG até no pozinho do miojo. Por que ele é tão polêmico? (Foto: iStock)

Pedro Marques
Texto por:Pedro Marques12/04/22 - 13h15min

Descoberto em 1908 no Japão, o glutamato monossódico (ou MSG, na sigla em inglês) é bastante usado na culinária asiática e está presente em diversos alimentos industrializados, como o pozinho do miojo, sopas instantâneas e até em sorvetes.

+Filme gratuito explora a importância do dashi na cozinha japonesa
+Umami: aprenda a usar o quinto gosto na sua cozinha
+Aprenda a identificar azeites falsificados ou com defeitos

Essa substância atua como realçador de sabor (por isso é tão usada pela indústria) e é encontrada naturalmente em cogumelos, carnes, queijos e produtos curados, como o parmesão e o presunto cru.

Apesar disso, ele ainda é considerado prejudicial por muitas pessoas. A má fama do MSG surgiu em artigo de 1968, publicado no New England Journal of Medicine e assinado pelo pesquisador Robert Ho Man Kwok, que relatou dores de cabeça e náuseas após um jantar acompanhado de bebidas alcoólicas com amigos.

Mesmo sem apresentar evidências científicas, o texto se espalhou rapidamente, apontando o glutamato monossódico como um dos principais causadores dos sintomas.

A polêmica levou pesquisadores de diversos países a investigar o ingrediente – até o momento, porém, os estudos realizados não encontraram indícios de que o MSG faça mal à saúde.

Em 2018, após uma extensa revisão de artigos, o glutamato monossódico foi retirado da Classificação Internacional das Cefaleias (ICHD-3, International Classification of Headache Disorders), que elenca as substâncias que provocam enxaqueca.

A lista foi publicada no Reino Unido pela Sociedade Internacional de Dor de Cabeça (International Headache Society), organização que reúne mais de mil profissionais da área da saúde com o objetivo de propor avanços na ciência relacionados à doença.

A segurança alimentar do MSG também é confirmada pelos órgãos reguladores de vários países, entre eles a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), a Food and Drug Administration (FDA, dos EUA) e a JECFA, comitê da Organização Mundial da Saúde (OMS).

Então, qual o problema?

Em entrevista à revista Science Focus, publicada pela rede britânica BBC, o geneticista Giles Yeo, da Universidade de Cambridge, no Reino Unido, explicou que o glutamato monossódico ainda é muito associado a alimentos ultraprocessados e pouco saudáveis, como salgadinhos, embutidos industriais salsichas, entre outros.

“Mas é um mito, o MSG tem apenas sódio (presente no sal de cozinha) e ácido glutâmico. Assim como o sal, uma pequena quantidade é perfeitamente segura”, afirmou.

(*) Da redação da Menu

Saiba mais
+ Horóscopo: confira a previsão de hoje para seu signo
+ Vídeo: Por causa de dívida, mulher joga gasolina e ateia fogo em idoso
+ Como limpar capinha de celular transparente de 5 maneiras
+ Cientistas descobrem as causas da progressão do Alzheimer no cérebro
+ Veja quais foram os carros mais roubados em SP em 2021
+ Expedição identifica lula gigante responsável por naufrágio de navio em 2011
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Passageira agride e arranca dois dentes de aeromoça
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
alimentos com glutamato monossódico